"A Riqueza das Nações", obra de Adam Smith publicada no século XVIII, está na base da Ciência Econômica. Esse autor postulou que as nações prosperam por meio da intensificação do comércio e da divisão do trabalho. Na recente década de 90, Francis Fukuyama (sociólogo) publicou o livro "CONFIANÇA - As virtudes sociais e a criação da prosperidade", no qual explica a relevância de fatores como sociabilidade espontânea e coesão social. Meu recente artigo "Williamson, Fumuyama e as Esttruturas de Governança" contém um resumo das principais contribuições do livro CONFIANÇA comparando-as aos principais elementos da Teoria dos Custos de Transação, desenvolvida por Oliver Williamson (1981) com base em Coase (1937).