Modelo Estrutural de Cidadania Deliberativa



O objetivo desta pesquisa é ampliar a compreensão teórica e prática sobre fatores que afetam o bem comum, sob a perspectiva da cidadania deliberativa, conceito habermasiano introduzido ao campo teórico da gestão social, tornando-se referência para a análise de processos decisórios em diversos territórios (TENÓRIO, 1998; 2007; 2012). O embasamento metodológico parte de experiência recente (COSTA, 2018), na qual se estudaram os efeitos da transparência e da participação sobre o processo deliberativo e cuja principal limitação foi não adotar indicadores para o construto correspondente ao bem comum. Para a validação deste modelo teórico, utilizou-se a modelagem de equações estruturais (HAIR JR; HULT; RINGLE; SARSTEDT, 2017), aplicada a uma amostra de 209 respondentes de diversos estados brasileiros. Nesta pesquisa, aprimora-se o modelo estrutural de cidadania deliberativa, concluindo-se que transparência e participação, mediadas pelo processo deliberativo, afetam positivamente o bem comum. Artigo disponível para download.

Artigo científico apresentado no XLV Encontro da ANPADEnANPAD 2021.

Autores: Dr. Jhonathan Cavalcante da Costa e Drª Juliana de Fátima Pinto. 
    


Queremos conhecer suas ideias


Interaja com outros pesquisadores

Última atualização: domingo, 10 Out 2021, 16:12