Transparência Pública: Perspectivas e Classificações


O texto deste artigo foi extraído e adaptado de um capítulo teórico da tese “Transparência na gestão universitária sob a perspectiva da participação cidadã” (COSTA, 2018). O capítulo foi desenvolvido a partir da proposta de Zuccolotto Teixeira e Riccio (2015) para o reposicionamento do debate sobre transparência pública no Brasil. Demonstrou-se que a transparência pode ser estudada sob perspectivas conceituais, conteudísticas e finalísticas. A categorização de perspectivas e classificações serviu para construção de um modelo de análise, o qual foi aplicado a um amplo conjunto de indicadores de transparência anteriormente elencados (PESSÔA, 2013). As dimensões da transparência (visibilidade e capacidade de inferência), conforme explicadas por Michener e Bersch (2011, 2013) são perspectivas conceituais. O processo decisório foi considerado uma perspectiva conteudística, no qual diversos assuntos podem ser pertinentes. Por fim, a cidadania deliberativa é a perspectiva finalística adotada na referida tese. Estas perspectivas, assim como as classificações apresentadas neste estudo, constituem instrumento relevante à análise da transparência pública. Arquivo disponível para download.


Jhonathan.com.br

Plataforma Colaborativa

Queremos conhecer suas ideias


Interaja com outros pesquisadores

Last modified: Wednesday, 13 October 2021, 9:24 PM